15|05|2016 - 20:19 | Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Atletismo

Bons resultados marcam quarta etapa do Ibero-Americano Caixa de Atletismo

Fonte: CBAt

Jailma Sales de Lima (Wagner Carmo/CBAt)
Rio de Janeiro - A quarta etapa do Campeonato Ibero-Americano Caixa de Atletismo, disputada na tarde deste domingo (dia 15), no Estádio Olímpico do Engenhão, no Rio de Janeiro, registrou novamente bons resultados para a Seleção Brasileira na busca de seu nono título por equipes na competição, que vale como evento-teste oficial para a Olimpíada do Rio 2016.

Jailma Sales de Lima, por exemplo, obteve o índice olímpico nos 400 m ao vencer a prova com o tempo de 51.99, a melhor marca pessoal da temporada. "Estava querendo voltar a correr na casa dos 51.00 desde o ano passado e finalmente consegui", comemorou a paraibana, de 29 anos, que tem 51.66 como recorde pessoal. "Agora, vou ter mais tranquilidade para treinar como foco exclusivo para a Olimpíada", completou.

Outro bom resultado foi obtido nos 400 m com barreiras, com Mikael Antonio de Jesus, que conquistou a medalha de prata, com 49.62. Aos 18 anos, o atleta paranaense quebrou pela terceira vez este ano o recorde sul-americano sub-20, ratificou o índice para o Mundial da Polônia, em julho, e se credenciou entre os favoritos para lutar por uma medalha na cidade de Bydgoszcz. Ele tem o segundo melhor tempo do mundo sub-20, ficando atrás somente do jamaicano Jaheel Hyde, com 49.16.

"Estou me sentindo muito confiante e melhorando meus resultados progressivamente. Hoje, não penso em Olimpíada. Meu foco é o Mundial Juvenil. Se conseguir o índice olímpico de 59.40 será consequência do trabalho realizado", disse Mikael, que tinha 49.82 como recorde. A melhor marca anterior da prova era de Eronilde Nunes de Araújo, com 50.15, desde 1989.

O uruguaio Andrés Silva ganhou o bicampeonato do Ibero-Americano, com 49.48, enquanto o espanhol Mark Ujakpor ficou com a medalha de bronze, com 49.65.

No salto em distância, Mauro Vinícius da Silva, o Duda, teve dificuldades em acertar as marcas de corrida na pista e não conseguiu bom resultado. Ele acertou apenas dois dos seis saltos a que teve direito, terminando com a medalha de bronze, com 7,71 m (0.3). "O terceiro lugar é legal, mas o objetivo era o ouro", disse, sem esconder a decepção. "Sei que posso saltar mais longe", completou o bicampeão mundial indoor, que embarca na quarta-feira (18) para Rabat, no Marrocos, onde participa da etapa africana da Liga Diamante, da IAAF.

O uruguaio Emiliano Lasa, que treina com Nélio Moura, em São Paulo, ganhou a medalha de ouro, com 8,01 m (0.5), seguido do espanhol Jean Okutu, com 7,84 m (0.6).

Outras vitórias - Brasileiros conseguiram outras medalhas de ouro na quarta etapa da competição. Nos 10.000 m marcha, Erica Sena completou as 25 voltas na pista em 45:01.32, confirmando o seu favoritismo. A pernambucana, que no dia 7 passado terminou em quarto lugar no Campeonato Mundial de Marcha em Roma, na Itália, fez questão de representar o Brasil.

"Vim defender a Seleção e aproveitei para conhecer o circuito olímpico da marcha no Recreio dos Bandeirantes", afirmou Erica, que mora em Cuenca, no Equador. "Achei o percurso bom. Agora volto para casa e vou retomar os treinos depois de uma sequência forte de competições", concluiu a atleta que em Roma bateu o próprio recorde sul-americano, com 1:27.18.

No lançamento do disco, Ronald Julião foi vencedor, com 59,56 m, seguido do espanhol Pedro Cuesta, com 57,37 m, e do também brasileiro Carlos Valle, com 54,81 m.

No salto triplo, dobradinha brasileira. Keila Costa foi a vencedora, com 14,01 m (-0.2), enquanto Núbia Soares ficou em seguida, com 14,00 m (0.1) - as duas atletas conseguiram as melhores marcas pessoais da temporada.

No pódio do decatlo, dois brasileiros. O ouro ficou com o argentino Roman Gastaldi, com 7.634 pontos. Alex Soares e Nicolas Nascimento ficaram com a prata e o bronze, com 7.330 e 7.002 pontos, respectivamente.

Medalhas

Após dois dias e quatro etapas da competição, 15 países já colocaram atletas no pódio. O Brasil segue na liderança no quadro de medalhas com 35 conquistadas, sendo 12 de ouro, 10 de prata e 13 de bronze. A Argentina ocupa a segunda colocação, com oito (4, 1 e 3), seguida do Uruguai, com quatro (3, 1 e 0), do Chile, com cinco (2, 1 e 2) e da Colômbia, com quatro (1, 2 e 1).

Pódio 4ª etapa

400 m com barreiras feminino

1º Deborah Rodriguez (URU) 57.22
2º Gianna Woodruff (PAN) 57.34
3º Liliane Fernandes (BRA) 58.42

Lançamento do disco feminino
1º Sthepanie Trafton (USA) 61,22 m
2º Karen Gallardo (CHI) 58,84 m
3º Fernanda Martins (BRA) 58,43 m

Salto em distância masculino
1º Emiliano Lasa (URU) 8,01 m
2º Jean Okutu (ESP) 7,84 m
3º Mauro Vinicius Duda da Silva (BRA) 7,71 m

400 m com barreiras masculino
1º Andrés Silva (URU) 49.48
2º Mikael de Jesus (BRA) 49.62
3º Mark Ujakpor (ESP) 49.65

400 m feminino
1º Jailma Lima (BRA) 51.99
2º Carol Rodriguez (PUR) 52.46
3º Leticia Souza (BRA) 52.79

400 m masculino
1º Yoandris Pardo (CUB) 45.36
2º Luguelin Santos (DOM) 45.58
3º Pedro Burmann (BRA) 45.64

Lançamento do disco masculino
1º Ronald Julião (BRA) 59,56 m
2º Pedro Cuesta (ESP) 57,37 m
3º Carlos Valle (BRA) 54,81 m

Salto triplo feminino
1º Keila Costa (BRA-B) 14,01 m
2º Nubia Soares (BRA) 14,00 m
3º Yosiri Chaverra (COL) 13,89 m

Decatlo
1º Roman Gastaldi (ARG) 7634 pontos
2º Alex Soares (BRA) 7330 pontos
3º Nicolas Nascimento (BRA) 7002 pontos

10.000 m marcha feminino
1º Erica Sena (BRA) 45:01.32
2º Maria Perez (ESP) 45:31.83
3º Daniela Cardoso (POR) 46:03.44

O Campeonato Ibero-Americano Caixa, que reúne mais de 400 atletas de 25 países, faz parte do Programa Caixa de Competições, organizado pela Confederação Brasileira de Atletismo, patrocinada pela Caixa Econômica Federal.

 
Realização   Patrocínio
Associação Ibero Americana de Atletismo Confederação Brasileira de Atletismo
 
Início | Notícias | Rio de Janeiro | Histórico | Sedes | Quadro de Medalhas | Regulamento | Recordes
Programa Horário | Inscrições | Como Assistir | Imprensa | Participantes | Resultados | Galeria | Ouvidoria | CBAt

© Copyright 2002-2015, CBAt - Todos os direitos Reservados
Rua Jorge Chammas, 310 - Vila Mariana - São Paulo - Brasil - CEP: 04.016-070
Telefone: + 55 11 5908-7488 - E-mail: cbat@cbat.org.br