16|05|2016 - 19:33 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt

Barreiristas ganham ouro e prata, com índice olímpico

Fonte: CBAt

Fabiana e Maila, atletas dos 100 m com barreiras. Carol Coelho/CBAt
Rio Janeiro - Na sexta e última etapa do Campeonato Ibero-Americano Caixa de Atletismo, disputada na tarde desta segunda-feira (dia 16), no Estádio Olímpico do Engenhão, no Rio de Janeiro, mais duas atletas asseguraram qualificação para a Seleção Brasileira que disputará a Olimpíada do Rio 2016. Fabiana Moraes e Maila Machado conquistaram as medalhas de ouro e de prata nos 100 m com barreiras, com os tempos de 12.91 e 12.99 (-0.2 de vento), correndo abaixo do índice exigido de 13.00.

Com isso, as duas atletas ajudaram o Brasil a conquistar o nono título em 17 edições do Ibero-Americano de Atletismo, em competição válida como evento-teste para os Jogos Rio 2016. A Seleção somou 52 medalhas nos três dias do torneio, aberto no sábado (14), que reuniu mais de 400 participantes de 25 países. Foram 16 de ouro, 17 de prata e 19 de bronze.

Na saída da pista, Fabiana disse que demorou para acreditar no resultado obtido. "Estava tão concentrada, que levei alguns segundos para entender que tinha conseguido o melhor tempo de minha vida e o índice olímpico", comentou, sorrindo. "Estou feliz por ter conseguido isso na minha cidade, diante da minha família, dos meus técnicos, enfim, na minha casa", continuou a carioca, que fez a iniciação na Mangueira e que treina em São Paulo desde 2006.

A atleta de 29 anos espera melhorar o resultado e tem como objetivo o recorde sul-americano de sua amiga Maurren Maggi, de 12.71, registrado em 2001, em Manaus. "Ela é meu espelho, minha companheira de treinos durante muitos anos. Tomei café da manhã hoje (segunda) com a Maurren e o Edson Luciano, que são medalhistas olímpicos e conversamos muito. Eles me ajudaram bastante. Treinar é muito importante. Querer e acreditar, também", concluiu.

Maila, de 35 anos, comemorou muito a qualificação. Convocada para o Ibero-Americano após a dispensa de Adelly Santos, por contusão, mostrou muita persistência para lutar pela vaga olímpica, depois de problemas físicos. "Um médico me aconselhou a desistir da ideia de sonhar com a Olimpíada, mas resolvi contrariá-lo", disse. "Foi maravilhoso correr aqui. Esta pista novinha é muito rápida. É difícil não correr bem", prosseguiu a paulista, que tem 12.86 como recorde pessoal, alcançado em 2006 no Troféu Brasil Caixa. "Agora é retomar os treinos, mais tranquila, e tentar melhorar meu recorde", completou Maila, que é treinada pelo cubano Santiago Antunes, da CBAt, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, na Vila Clementino.

A Seleção Brasileira ganhou ouro ainda no salto triplo, com Mateus Daniel de Sá, com 16,40 m (1.3). "O objetivo era o índice, mas acredito que logo atingirei os 16,85 m. Estou entrando só agora em fase de competição", lembrou o saltador de 20 anos, medalha de bronze no Mundial de Juvenis de Eugene, nos Estados Unidos, em 2014.

No revezamento feminino 4x400 m, mesmo desfalcado de Geisa Coutinho, contundida, a equipe brasileira venceu a prova, com 3:32.30, melhor resultado do ano. O grupo foi formado por Kamilla Miranda, Letícia Souza, Joelma Sousa e Jailma Lima.

Medalhas

Dos 25 países participantes no Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, 16 colocaram atletas no pódio. Com 86 atletas na equipe "A", o Brasil confirmou o favoritismo e conquistou 52 medalhas, sendo 16 de ouro, 17 de prata e 19 de bronze.

A Colômbia garantiu o segundo lugar no quadro final na última etapa, com 12 medalhas (5, 5 e 2), seguida de Argentina, com 11 (5, 3 e 3), do Chile, com oito (3, 2 e 3) e República Dominicana, com seis (3, 2 e 1).

Pódio da 6ª e última etapa

Lançamento do dardo feminino

1º Flor Ruiz (COL) 62,15 m
2º Laila Domingos (BRA) 60,44 m
3º Coraly Ortiz (PUR) 58,31 m

Salto em altura masculino
1º Eure Yanez (VEN) 2,26 m
2º Guilherme Cobbo (BRA) 2,23 m
3º Michel Sancho (ESP) 2,23 m

Salto triplo masculino
1º Mateus Sá (BRA) 16,40 m
2º Jhon Murillo (COL) 16,35 m
3º Jean Rosa (BRA) 16,23 m

1.500 m masculino
1º Ivan Lopez (CHI) 3:38.64
2º Carlos Diz (CHI) 3:39.20
3º Victor Corrales (ESP) 3:39.60

1.500 m feminino
1º Muriel Coneo (COL) 4:0935
2º Carolina Lozano (ARG) 4:11.71
3º Maria Fernandez (URU) 4:12.61

4x100 m masculino
1º República Dominicana - 38.52
2º Brasil - 38.65
3º Cuba - 38.93

4x100 m feminino
1º Porto Rico - 43.55
2º Brasil - 43.68
3º Venezuela - 43.94

Lançamento do dardo masculino
1º Arley Ibarguen (COL) 80,28 m
2º Jaime Guitierrez (COL) 80,08 m
3º Julio Cesar de Oliveira (BRA) 79,02 m

5.000 m feminino
1º Sara Moreira (POR) 15:40.33
2º Florencia Borelli (ARG) 16:28.66
3º Jenifer Silva (BRA) 16:29.59

100 m com barreiras (-0.2)
1º Fabiana Moraes (BRA) 12.91
2º Maila Machado (BRA) 12.99
3º Briggite Pajaro (COL) 13.06

4x400 m feminino
1º Brasil - 3:32.30
2º Espanha - 3:36.16
3º Chile - 3:42.47

4x400 m masculino
1º Colômbia - 3:01.88
2º República Dominicana - 3:03.43
3º Venezuela - 3:03.61

O Campeonato Ibero-Americano Caixa fez parte do Programa Caixa de Competições, organizado pela Confederação Brasileira de Atletismo, patrocinada pela Caixa Econômica Federal.

 
Realização   Patrocínio
Associação Ibero Americana de Atletismo Confederação Brasileira de Atletismo
 
Início | Notícias | Rio de Janeiro | Histórico | Sedes | Quadro de Medalhas | Regulamento | Recordes
Programa Horário | Inscrições | Como Assistir | Imprensa | Participantes | Resultados | Galeria | Ouvidoria | CBAt

© Copyright 2002-2015, CBAt - Todos os direitos Reservados
Rua Jorge Chammas, 310 - Vila Mariana - São Paulo - Brasil - CEP: 04.016-070
Telefone: + 55 11 5908-7488 - E-mail: cbat@cbat.org.br