15/08/2019 - 15:37 | Assessoria de Comunicação da CBAt

Meia Maratona do Rio de Janeiro no domingo tem Selo Ouro da CBAt

Fonte: CBAt

Pelotão de elite masculino em 2018 (MidiaSport)
Bragança Paulista - A 23ª edição da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro será disputada no domingo (18/8), a partir das 6:50, com largada no Jardim de Alah, no Leblon, e chegada no Aterro do Flamengo, no Rio. A prova de 21,097 km recebeu o Selo Ouro e o Permit 12/2019 da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Considerada uma das provas mais bonitas do País, disputada pela orla carioca, a competição mudou o ponto de largada em função da interdição da Avenida Niemayer. Antes, os participantes começavam na Praia de São Conrado.

Após as vitórias em 2016, com Giovani dos Santos, e em 2017, com José Marcio Leão, os estrangeiros voltaram a vencer no ano passado, desta vez com o queniano Paul Kipkorir. No feminino, a última vitória do Brasil foi em 2016, com Joziane Cardoso.

Para voltar ao topo no masculino, o Brasil contará com destaques como Giovani, Gilmar Lopes Silvestre, convocado para representar o país no Sul-Americano de Meia Maratona de Assunção, Wagner Noronha, 12º colocado na Maratona de Berlim no ano passado Edson Amaro, que ficou como terceiro lugar na Maratona de Pádova, em abril, e foi vice-campeão da Maratona de São Paulo em 2017, Damião de Souza, campeão da Meia Maratona de São Paulo em 2009, Solonei Rocha da Silva, campeão da maratona do Pan de Guadalajara 2011, entre outros.

No feminino, as atrações são Marizete Moreira dos Santos, bicampeã da Maratona Internacional de São Paulo e Alice Yuri, campeã dos 21 km na Maratona de São Paulo deste ano.

Entre os estrangeiros, no masculino, os destaques são o ugandense Fred Musobo, de 23 anos, atleta selo prata na IAAF que este ano marcou 1:01:00 na Meia Maratona de Cardiff (GBR) e 2:06:56 na Maratona de Daegu (Coreia do Sul), os quenianos Stanley Biwot, vencedor das maratonas de Nova York e Paris e que fez 1:01:43 na Luso Meia Maratona de Lisboa no ano passado, e William Sitonik, que este ano venceu uma prova em Pádua (ITA) e foi terceiro na Azpeitia (ESP), com 1:00:47.

No feminino, a grande atração é a queniana Esther Kakuri, bicampeã da prova (2017/18). Sua melhor marca para os 21 km é 1:10:07, obtida na Meia Maratona de Istambul em 2017. Outras duas representantes do Quênia, Maurine Kipchumba, com 1:11:55 na Meia Maratona do Rio em 2013, bicampeã da Volta da Pampulha (2012/2013) e campeã da São Silvestre (2012) e Nancy Jesang, com 1:15:40 neste ano a tanzaniana Anjelina Yumba e a ugandense Viola Chemos também deverão brigar pela ponta com a atletas brasileiras no domingo.

A entrega do kit de participação, juntamente com o chip de cronometragem descartável, será feita durante a Expo Atleta Meia Maratona do Rio, na sexta-feira (16/8), das 9 às 20 horas, e no sábado (17/8) das 8 às 17 horas, na Marina da Glória, na Avenida Infante Dom Henrique s/nº - Glória.

Os campeões de 2018 foram os quenianos Paul Kipkorir, com 1:05:02, e Esther Kakuri, com 1:18:42.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.