Navegação: Início | Notícias

Forte confronto nos 10.000 m na abertura do Troféu Brasil/Caixa de Atletismo

03|06|2013 - 12:08 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt

Fonte: CBAt

Marilson Gomes dos Santos e Giovani dos Santos se enfrentarão no Troféu Brasil Caixa 2013 (Wagner Carmo/CBAt)
Clique na Imagem para Ampliar
São Paulo - Um dos confrontos mais esperados no Troféu Brasil/Caixa de Atletismo, que será disputado entre a próxima quinta-feira 6 e domingo 9, no Estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, em São Paulo, ocorrerá na prova dos 10.000 m masculino. Marilson Gomes dos Santos (BM&FBovespa) e Giovani dos Santos (Pé de Vento/CAIXA) devem repetir o bom duelo registrado no Campeonato Brasileiro/Caixa de Corridas de Fundo em Pista, em abril, em Piracicaba (SP).

Os dois atletas se revezaram na liderança da prova até a última das 25 voltas e, num sprint emocionante, o mineiro Giovani assegurou a vitória, com a marca de 28:23.89. O brasiliense Marilson foi o vice-campeão, com 28:24.20.

A final dos 10.000 m do Troféu Brasil/Caixa está marcada para as 19 horas da próxima quinta-feira. Os dois atletas entram com objetivos diferentes no principal campeonato de clubes da América Latina.

Giovani, que tem se destacado nas principais corridas de rua do País (venceu a Volta da Pampulha-2012 e a Corrida da Ponte-2013), busca o índice de 28:05.00, para a qualificação ao Mundial de Moscou, na Rússia, em agosto próximo. "Estou perto da marca e sei que posso alcançá-la, principalmente com adversários fortes", comentou o mineiro, medalha de bronze na prova no PAN de Guadalajara-2011.

Já Marilson compete de olho na Maratona de Berlim, que será disputada no dia 29 de setembro, na Alemanha. "Estou treinando para fazer uma prova rápida e os 10.000 m me ajudam na velocidade", disse o brasiliense, campeão pan-americano da distância, quinto colocado na maratona da Olimpíada de Londres e eleito pelo Comitê Olímpico Brasileiro como o melhor representante do Atletismo do País em 2012.

"Ainda não recebi a confirmação de Berlim, mas todo o nosso trabalho visa essa prova", admitiu o técnico Adauto Domingues, na manhã desta segunda-feira.

A Maratona de Berlim é considerada uma das mais rápidas do calendário internacional, tanto assim que tem cinco entre as dez melhores marcas da história nos 42,195 km, incluindo o recorde mundial do queniano Patrick Makau Musyoki, com o tempo de 2:03:38, obtido em 2011.

Foi em Berlim que o mineiro Ronaldo da Costa em 1998 estabeleceu o recorde mundial da época, com 2:06:05, que permanece como recorde sul-americano, que Marilson se propõe a superar. A melhor marca de Marilson, bicampeão da Maratona de Nova York, é 2:06:34, conseguida em 17 de abril de 2011, quando ficou em quarto lugar na Maratona de Londres.

 

Contato | Links | Mapa do Site | Publicidade

© Copyright 2002-2010, CBAt - Todos os direitos Reservados

Rua Jorge Chammas, 310 - Vila Mariana - São Paulo - SP - CEP: 04.016-070
Telefone: (011) 5908-7488 Fax: (011) 4508-4013
- E-mail: cbat@cbat.org.br

Desenvolvido por: Neo Competição