Navegação: Início | Notícias

Fabiana Murer comemora ouro no Ibero-Americano Caixa

14|05|2016 - 21:41 | Assessoria de Imprensa da Confederação Brasileira de Atletismo

Fonte: CBAt

Fabiana Murer vence o salto com vara (Wagner Carmo/CBAt)
Clique na Imagem para Ampliar
Rio de Janeiro - Fabiana Murer deixou satisfeita o Estádio Olímpico do Engenhão na noite deste sábado (dia 14), depois de conquistar a medalha de ouro na prova do salto com vara do Campeonato Ibero-Americano Caixa de Atletismo, evento-teste oficial para a Olimpíada Rio 2016. A competição prossegue neste domingo (15) e termina segunda-feira (16)

Além de ter conseguido o objetivo da vitória, com a marca de 4,60 m, ela pôde fazer muitos saltos, conhecer o seu setor no estádio olímpico e ajudar o Brasil com o seu resultado na competição. "Ainda não estou pronta para competir, mas fiz questão de tirar o máximo proveito desta oportunidade. Fiz oito saltos e senti falta de velocidade no final. A pista é muita boa e isso me dá maior confiança para a Olimpíada", comentou a vice-campeã mundial no ano passado em Pequim, na China.

Fabiana começou a saltar a 4,40 m e passou na segunda tentativa. Ultrapassou na sequência de primeira 4,50 m e de segunda 4,60 m. Depois falhou nas três tentativas de passar os 4,70 m. "Volto agora para casa e retomo os treinos na segunda-feira, com ênfase na velocidade para competir na Europa a partir de junho", disse Fabiana, que estreia na Liga Diamante no dia 2, em Roma, na Itália.

Joana Costa, a outra brasileira da prova, dividiu a medalha de bronze com a argentina Valeria Chiaraviglio, com 4,10 m. A prata ficou com Diamara Planell, de Porto Rico, com 4,30 m.

Outro bom resultado foi obtido por Rosangela Santos, campeã dos 100 m, com 11.24 (0.6). Com isso, ratificou o índice de 11.32 para os Jogos do Rio e mostrou-se feliz com o desempenho. "Depois de ter ido muito mal na semifinal (11.53), consegui fazer uma boa prova. Preciso ganhar ritmo de competição e para isso vou participar de alguns meetings na Europa. O objetivo, claro, é ir bem na Olimpíada", comentou a velocista, que neste domingo disputa os 200 m.

Na prova masculina, Bruno Lins conquistou a medalha de prata, com 10.28 (0.4), repetindo pela terceira vez a melhor marca de 2016. "Queria ser mais rápido, mas não deu. Estou feliz com a minha medalha e o meu lugar no pódio", comentou o atleta, que tem 10.16 como recorde pessoal. O campeão foi o dominicano Stanly Cruz, com 10.27.

No salto em distância, o Brasil ficou com os três lugares no pódio. Eliane Martins, Keila Costa e Jéssica Carolina dos Reis ficaram com o ouro, prata e bronze, respectivamente. Eliane venceu com 6,52 m (0.2), enquanto Keila conseguiu 6,43 m (0.3) e Jéssica, 6,31 m (0.4). "Tenho conseguido os melhores resultados de minha carreira desde o ano passado, o que me deixa animada nesta preparação para a Olimpíada", disse Eliane, qualificada para os Jogos.

Darlan Romani, mesmo sem apresentar regularidade, venceu o arremesso do peso. Ele conseguiu apenas uma marca válida - 19,67 m, na segunda tentativa -, o que bastou para assegurar o ouro. "Estou bem treinado, mas não estou acertando os arremessos. Tenho muita esperança de que até o Troféu Brasil vou conseguir o índice olímpico e repetir os meus melhores resultados", afirmou, referindo-se aos 20,84 m e os 20,90 m feitos no início de 2015. O índice é de 20,50 m.

Willian Dourado conquistou o bronze na prova, com 18,96 m, recorde pessoal. A prata foi para o argentino German Lauro, com 19,05 m.

No lançamento do martelo, Wagner Domingos também conquistou o ouro, com 72,18 m. Montanha, como é conhecido, não gostou da marca. "Acho que entrei ansioso demais na prova, querendo acertar de todo o jeito e acabei errando", comentou o atleta, que só fez dois lançamentos válidos dos seis que teve. No último dia 7, em Zagreb, na Croácia, Montanha bateu o recorde brasileiro, com 75,60 m. Allan Wolski, companheiro de treino do campeão, ficou com o bronze, com 71,69 m, melhor marca pessoal do ano. Roberto Furtado, da Costa Rica, levou a prata, com 72,15 m.

Outra medalha de ouro brasileira foi conquistada nos 3.000 m, com Juliana Santos, com ótima arrancada na volta final. A brasileira completou a distância em 9:03.11. "Esta prova não é olímpica, mas é uma referência muito boa para os 5.000 m", lembrou a corredora, campeã nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. "Vou para a Europa em busca de competições fortes para tentar uma vaga na Olimpíada", completou.

No encerramento do primeiro dia, Caio Bonfim venceu os 20.000 m marcha, com 1:26:40.7, cruzando a linha de chegada bem à frente do segundo colocado, o argentino Juan Cano. "Em condições normais conseguiria um resultado melhor", lembrou o brasiliense, que no sábado passado terminou em oitavo lugar no Mundial de Roma. "A competição não seria um grande problema, mas o desgaste com a viagem pega um o pouco", completou o marchador, que no fim de maio disputa o GP de La Coruña, na Espanha.

Pódio 2ª etapa

Lançamento do martelo masculino

1º Wagner Domingos (BRA) 72,18 m
2º Roberto Furtado (CRC) 72,15 m
3º Allan Wolski (BRA) 71,69 m

Salto em distância feminino
1º Eliane Martins (BRA) 6,52 m
2º Keila Costa (BRA) 6,43 m
3º Jessica Reis (BRA) 6,31

100 m feminino (0.6 m/s)
1º Rosangela Santos (BRA) 11.24
2º Angela Tenorio (ECU) 11.29
3º Marisol Landazuri (ECU) 11.35

Salto com vara feminino
1º Fabiana Murer (BRA) 4,60 m
2º Diamara Planell (PUR) 4,30 m
3º Valeria Chiaravligio (ARG) 4,10 m
3º Joana Costa (BRA) 4,10 m

100 m masculino (0.4)
1º Stanly Cruz (DOM) 10.27
2º Bruno Lins (BRA) 10.28
3º Diego Echavarria (COL) 10.30

3.000 m feminino
1º Juliana Santos (BRA) 9:03.11
2º Muriel Paredes (COL) 9:04.79
3º Florencia Borelli (COL) 9:10.79

Arremesso do peso masculino
1º Darlan Romani (BRA) 19,67 m
2º Marco Fortes (POR) 19,05 m
3º Willian Dourado (BRA) 18,96 m

3.000 m masculino
1º Ivan Lopez (CHI) 7:52.53
2º Carlos Diaz (CHI) 7:54.31
3º Ederson Pereira (BRA) 7:56.20

20.000 m marcha masculino
1º Caio Bonfim (BRA) - 1:26:40.7
2ºJuan Cano (ARG) - 1:27:27.7
3º José Alexandro Bagio (BRA) - 1:28:02.1

O Campeonato Ibero-Americano Caixa, que reúne mais de 400 atletas de 24 países, faz parte do Programa Caixa de Competições, organizado pela Confederação Brasileira de Atletismo, patrocinada pela Caixa Econômica Federal.

Mais informações e resultados completos aqui

 

Contato | Links | Mapa do Site | Publicidade

© Copyright 2002-2010, CBAt - Todos os direitos Reservados

Estrada Municipal Antônio Franco de Lima s/nº - Bairro do Campo Novo – Bragança Paulista, SP – CEP: 12.918-240
Telefone: (011) 5908-7488
- E-mail: cbat@cbat.org.br

Desenvolvido por: Neo Competição