SLIDER DEVMEAN

SLIDE RESPONSIVO DEVMEAN

TÍTULO SEMÂNTICO DO SLIDE

CBAt recebe certificado da ABCD

13/04/2020

Coronavírus

COB divulgou nova nota sobre a pandemia

13/03/2020

Boas Festas

CBAt volta a atender no dia 6 de janeiro

20/12/2019

Portaria da CBAt

Suspensão de atleta por infração à dopagem

02/09/2019

CONAD - Comissão Nacional Antidopagem

A CONAD


A CONAD – Comissão Antidopagem da CBAt, foi criada no ano de 2005 quando a CBAt decidiu ser a responsável direta por conduzir seus programas antidopagem e ter uma equipe qualificada de pessoas para isto, o que era realizado por terceiros até então. Originalmente criada como ANAD – Agência Nacional Antidopagem da CBAt, teve seu nome alterado no início de 2013, em função da criação da Agência Antidopagem do Governo Brasileiro, a Autoridade Brasileira de Combate a Dopagem – ABCD, vinculada ao Ministério da Cidadania.

A CONAD tem o objetivo de manter a CBAt alinhada à WA, a qual se orgulha do compromisso de manter seus atletas saudáveis e à sua política de tolerância zero em relação ao dopagem e a ABCD, autoridade brasileira no controle de dopagem.

A história do combate a dopagem no Atletismo começou há muito tempo, através da WA (antiga IAAF). Já em 1928, no Congresso de Amsterdam, a primeira Regra Antidopagem do Atletismo foi aprovada. O Controle de Dopagem vem sendo realizado em todas as grandes competições. A WA trabalha em conjunto com o COI e as outras federações olímpicas, tendo uma declaração conjunta contra a dopagem assinada em 1989. No mesmo ano, testes aleatórios e testes alvo fora de competição foram iniciados, e isto se tornou uma característica regular do programa da WA, tanto em nível nacional e internacional.

Desde 1995, a WA tem estado na vanguarda da campanha juntamente com o COI para a harmonização global de todas as atividades relacionadas com o antidopagem, campanha esta que, em 2003, resultou na criação do Código Mundial Antidopagem. Em seu Congresso em Paris no final do mesmo ano, a WA aceitou o Código Mundial Antidopagem como base para a luta contra a dopagem no esporte e as novas regras antidopagem da WA foram introduzidas a partir de 1º de março de 2004.

Já a CBAt iniciou a realização de controles antidopagem em suas competições nos anos 90, tendo tornado tais controles uma rotina nos eventos nacionais de Atletismo. Ainda, a CBAt esteve presente na criação da Associação Mundial Antidopagem – WADA e na aprovação do primeiro Código Mundial Antidopagem, sendo a única Confederação brasileira a estar presente nesse ato. A WA foi uma precursora no estabelecimento de uma lista de laboratórios credenciados em todo o mundo e de uma lista de substâncias proibidas, na década de setenta. O conceito de laboratórios credenciados foi então desenvolvido pelo COI, bem como a lista de substâncias proibidas, que é agora publicada pela Agência Mundial Antidopagem (WADA). Além de seguir os seus próprios programas, a WA agora trabalha regularmente ao lado da WADA e outros parceiros internacionais da organização antidopagem, a fim de maximizar a eficácia da luta contra a dopagem no desporto. A WA realiza um extenso programa antidopagem, através da AIU – Athletics Integrity Unit, seu braço no Jogo Limpo e Transparência no Atletismo.

Assim como a WA, a criação da ANAD colocou a CBAt na vanguarda do combate à dopagem no Brasil, sendo que foi a entidade esportiva, após o futebol, que mais controles realizava anualmente no país.

Com a criação da ABCD, a antiga ANAD foi transformada em CONAD – Comissão Nacional Antidopagem do Atletismo, sendo que a partir de 2016 a CONAD/CBAt deixou de realizar controles antidopagem, tendo a ABCD assumido esta função em atendimento as suas funções legais e ao Código Mundial Antidopagem. .

O trabalho da CONAD hoje é centrado em ações educativas para mantermos o Atletismo Limpo e também no suporte aos controles realizados pela ABCD nos eventos do Atletismo brasileiro.