Entrevista

Presidente da CBAt fala de 2018 e das esperanças para 2019 e 2020

Presidente da CBAt Warlindo Carneiro da Silva Filho (Wagner Carmo/CBAt)

Warlindo Carneiro da Silva Filho concedeu entrevista à Assessoria de Imprensa da Confederação

São Paulo - A Assessoria de Imprensa da CBAt publica abaixo entrevista com o presidente Warlindo Carneiro Silva Filho, que aborda o ano de 2018 da Confederação e fala de sua esperança para 2019 e 2020.

1-Como foi o trabalho da CBAt para que os atletas brasileiros pudessem treinar e competir com a tranquilidade, mesmo que entidades dirigentes enfrentassem dificuldades administrativas em 2018?

"Conseguimos dar continuidade ao calendário e blindamos nossos atletas dos problemas administrativos, com uma colaboração importante dos treinadores. Aí, os resultados foram surgindo."

2-Na área técnica, por exemplo, nada menos que 44 atletas brasileiros da categoria principal estão entre os 50 melhores em suas provas no Ranking Olímpico (até 3 atletas por país em cada prova). Isso mostra evolução em relação à temporada anterior (2017)?

"O ano de 2017 foi bom. Ganhamos medalhas em Nairobi no Mundial sub-18 e no Mundial de adultos com o Caio Bonfim na marcha atlética 20 km. Porém, 2018 foi muito bom. Almir Junior subiu ao pódio no Mundial Indoor no triplo, Darlan Romani venceu o arremesso do peso na Copa Continental, Andressa de Morais foi ao pódio no lançamento do disco na Liga Diamante. Os velocistas foram muito bem, principalmente com o Paulo André, Jorge Vides e Derick Souza no masculino, e Vitoria Rosa no feminino. Gabriel Constantino (110 m com barreiras), Nubia Soares (salto triplo), Fernanda Borges (lançamento do disco), entre vários outros, também foram destaque em 2018. Agora, espero que 2019 seja ótimo e que 2020 seja extraordinário."

3-Também nas categorias de base os atletas brasileiros se saíram bem no plano internacional. Prova disso é que dois brasileiros subiram ao pódio na Olimpíada da Juventude (até 17 anos) e outros dois ganharam medalha no Mundial sub-20. Estes números dão tranquilidade à CBAt quanto à garantia de que o esporte-base manterá seu crescimento no Brasil?

"É a grande esperança nossa, porque nada se consolida se não tiver uma continuidade. Logo, a base é fundamental para cumprir esse objetivo. Estamos desenvolvendo alguns projetos visando o Programa Olímpico de 2024."

4-A sede da CBAt muda agora para Bragança Paulista, na região de Campinas. Como essa mudança contribuirá para evolução técnica e administrativa da Confederação?

"Tecnicamente será importante, porque estaremos em contato direto com os atletas que treinam e realizam campings no local. Logo, o atleta sabe que seu comando maior está presente. E administrativamente teremos a tranquilidade de uma cidade de menor porte, ganho de tempo no trânsito, além de melhor qualidade de vida para atletas e funcionários."

5-Qual a expectativa da CBAt para a temporada 2019, ano em que teremos o PAN no Peru e o Campeonato Mundial do Catar?

"O ano de 2019 é decisivo para nossas pretensões olímpicas em 2020. Temos excelentes perspectivas quanto aos resultados. Thiago Braz voltando a fazer seus melhores resultados aumentará nossas chances de pódio. Também temos treinadores muito bons e confio muito neles."

6-Quais foram as principais decisões da Assembleia Geral Extraordinária do dia 27 de dezembro?

"Tivemos realmente um só item na pauta que era realizar a mudança estatutária. Isso estava travando o recebimento pecuniário da CAIXA e do COB. As alterações foram aprovadas por unanimidade e foi bom sentir que os membros da Assembleia mostraram absoluta confiança em nossa gestão."

A CBAt tem patrocínio da Caixa, a patrocinadora oficial do Atletismo Brasileiro.