ONLINE

Entrevistas e mesas-redondas agitam atletismo em época de confinamento

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) utiliza as mídias sociais para estreitar o relacionamento com a comunidade e fãs do esporte, com a realização de lives pelo instagram e de encontros virtuais pelo facebook

A pandemia da COVID-19 forçou o adiamento de uma série de competições e de eventos programados como Clínicas e Campings. Por isso, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) resolveu utilizar as mídias sociais para estreitar ainda mais o relacionamento com a comunidade atlética e fãs do esporte, com a realização de lives e de mesas-redondas pelo instagram e facebook.

"A ideia é movimentar a comunidade, oferecer informações e principalmente compartilhar experiências e conhecimento. Nossa comunidade tem participado ativamente e o retorno tem sido bem positivo", comentou Edemar Alves, coordenador técnico do Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA) e das mesas-redondas. "Apesar do distanciamento obrigatório, nossos encontros virtuais têm nos aproximado, fortalecendo a ideia de que para termos um atletismo vencedor precisamos unir as forças", completou Edemar.

O temas são decididos pelo presidente do Conselho de Administração da CBAt, Warlindo Carneiro da Silva Filho, juntamente com os treinadores do CNDA, que acolhem também sugestões recebidas da comunidade do atletismo durante a interatividade.

Nesta quinta-feira (30/4), a partir das 18:30, a mesa-redonda será sobre "Mulheres no Atletismo", com a participação de 14 convidadas por internet: Elisangela Adriano, Kauíza Venâncio, Rita de Cássia, Sara Romani, Regina Del Carlo, Magnólia Figueiredo, Daiane Gamboa, Cláudia Schneck, Elci dos Santos, Rosemar Coelho, Marleide Leite, Gianetti Sena, Esmeralda de Jesus e Luz Marina de Souza.

Já foram debatidos temas importantes como Iniciação no Atletismo, Meio-fundo e Fundo, Revezamento 4x100 m, Saltos Horizontais e Desempenho no Atletismo numa Perspectiva Biomecânica, entre outros.

Nas lives com os atletas pelo instagram, que já atingiram 8.000 pessoas, o objetivo é realizar um bate-papo bem informal. O Departamento de Marketing da CBAt define conteúdos, faz a agenda com os atletas e viabiliza as ferramentas virtuais. "Também buscamos adaptar os conteúdos para o momento atual devido a pandemia", informou Bruno Martins, responsável pelo Marketing.

As lives têm o suporte dos profissionais do Departamento Técnico que já fazem as entrevistas nas competições e nos podcasts. "As entrevistas virtuais são com atletas das mais variadas provas do atletismo. Tentamos aproximar ainda mais a comunidade, falando da vida profissional e da história de vida para inspirar aqueles que estão começando", lembrou Rodrigo Dario, que comanda as entrevistas, na pista, nas competições. Além do Rodrigo, Fernando Reis, Maiara Batista e Eder Mota participam da iniciativa.

Já foram realizadas 11 lives, com atletas como Alison Santos, Geisa Arcanjo, Allan Wolski e Solonei Rocha da Silva. Nesta sexta-feira (1/5), a convidada será a velocista Rosangela Santos, recordista brasileira e sul-americana dos 100 m.

A CBAt ainda oferece outra ferramenta para a transmissão de conhecimento: o podcast Última Volta, também criado pelo Marketing. O material é acessado na forma de áudio, muito semelhante a um rádio. A diferença é que fica disponível para que o interessado escute quando quiser, já que não é ao vivo. Os podcasts estão disponíveis nas plataformas Spotify e Deezer.

A agenda da realização das lives, das mesas-redondas e podcast pode ser acompanhada pelo facebook da CBAt, no endereço: https://www.facebook.com/oficialcbat/.

A Caixa é a Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro.