24|06|2022 - | Assessoria de Comunicação

Dudu ganha ouro nos 800 m e recebe carinho de Joaquim Cruz e Zequinha Barbosa

Fonte: CBAt

Eduardo Ribeiro recebe carinho dos ídolos Joaquim Cruz e Zequinha Barbosa (Foto: Ricardo Sodré/CBAt)
-

Rio de Janeiro – O mineiro Eduardo Ribeiro Moreira, o Dudu (Pinheiros-SP), foi duplamente premiado na manhã desta sexta-feira (24/6) na quinta etapa do XLI Troféu Brasil Loterias Caixa Interclubes de Atletismo, disputado no Estádio Olímpico Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Além de ganhar a medalha de ouro nos 800 m, com o tempo de 1:47.24, a cerimônia do pódio da prova contou com duas presenças ilustres: o campeão olímpico Joaquim Cruz e o campeão mundial Zequinha Barbosa, ambos nos 800 m.



"Fiquei muito feliz com esse privilégio", disse Dudu, que tirou fotos ao lado dos dois ídolos do atletismo, verdadeiras referências na especialidade. "Li o livro ‘Matador de Dragões’, sobre a vida do Joaquim e me inspirei no atletismo, ainda em Lavras", prosseguiu o corredor de 21 anos.



Na prova, Dudu fez uma prova conservadora, correndo pela vitória e não por tempo, conforme acertado com o treinador Clodoaldo Lopes do Carmo. "Fiquei no grupo da frente e só arranquei nos últimos 120 metros. A tática deu certo", comemorou o atleta, que havia sido campeão também no ano passado, em São Paulo.



Joaquim e Zequinha têm conversado bastante com atletas e treinadores na área de aquecimento do Estádio. "Está sendo muito gratificante esse contato, rever velhos companheiros, um momento realmente muito gostoso", disse Joaquim. "A intenção é dar conselhos. Falei por exemplo com os meninos dos 110 m com barreiras (Rafael Pereira, Gabriel Constantino e Eduardo de Deus) que no Mundial do Oregon eles precisam correr pelo menos 13.07 para passar para a final", completou, referindo-se à principal competição da temporada internacional, que será disputada de 15 a 24 julho, nos Estados Unidos.



Já Zequinha disse que a ação dos Ídolos do Atletismo é importante também como estímulo aos mais jovens, que têm referências em atletas mais velhos. “Estou feliz com o fato de poder passar um pouco de minha experiência e aconselhar. O atletismo exige disciplina e muita dedicação”, comentou. “Outra coisa é que o Rio de Janeiro é um celeiro de atletas e a sua volta às competições nacionais é importante como um incentivo à formação de novos atletas.”



Guilherme Kurtz (UCA-SC) ficou com a medalha de prata, com 1:47.50, enquanto Matheus Alves de Aguiar (CR Kashima-PB), com 1:47.62.



Na prova feminina, Mayara dos Santos Leite (Pinheiros-SP) foi a vencedora, com 2:06.43, seguida de Jaqueline Beatriz Weber (AMO-RS), com 2:06.69, e de Isabelle Cristina de Almeida (ASA Sorriso-MT), com 2:06.93. "Fiquei feliz com nova vitória", afirmou a atleta, que treina ao lado do Dudu, em Bragança Paulista, com Clodoaldo.



No salto com vara, Juliana De Menis Campos (ACA-SC) conquistou a sexta medalha de ouro consecutiva no Troféu Brasil, com 4,33 m. “Estou passando por um processo longo e amargo de mudança de técnica de salto. Saímos da escola russa e passamos para americana”, disse, referindo-se a uma decisão tomada em conjunto com a treinadora Karla Rosa. “Tenho certeza da evolução.”



Juliana ainda tentou ultrapassar 4,42 m nesta sexta, mas não conseguiu. “Queria superar os 4,41 m do ano passado. Infelizmente não foi desta vez. É preciso paciência”, prosseguiu. “De qualquer forma estou feliz com o hexacampeonato. Queria manter minha invencibilidade. Eu me coloco muita pressão porque as meninas mais jovens estão chegando.”



Nicole Caroline de Lima Barbosa (Pinheiros-SP) terminou em segundo lugar, com 4,15 m, seguida de Isabel Demarco de Quadros (AABLU-SC), com 4,10 m.



No lançamento do disco, a vitória foi de Alan Christian de Falchi (ADC São Bernardo-SP), com 58,13 m. “Fui bem no aquecimento, mas não tão bem na prova. Me senti indisposto. Esperava mais de 60 m”, disse o estudante de Relações Internacionais da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos.



Os atletas do IEMA-SP ficaram com a prata e o bronze, respectivamente com Wellinton Fernandes da Cruz Filho (57,22 m) e Douglas Junior dos Reis (54,07 m).



No arremesso do peso, outra vitória de atleta que treina nos Estados Unidos. Ana Caroline Miguel da Silva (APCEF/MG) venceu com 17,47 m. Ela estuda psicologia na Universidade da Geórgia e é orientada pelo treinador Dom Babbit. Lívia Avancini (IPEC-PR) ficou com a prata, com 16,02 m, seguida de Rafaela Cristine Maciel de Sousa (Poços de Caldas-MG), com 15,68 m.



Na primeira prova do heptatlo, a mineira Ana Luísa Couto Soares Ferraz (Orcampi-SP) ratificou nos 100 m com barreiras o índice para o Campeonato Mundial Sub-20 de Cáli, que será disputado de 1 a 6 de agosto, na Colômbia. Ela venceu a primeira série com 13.92 (0.4), superando o índice de 14.20.



Depois de cinco das sete etapas da competição, o Pinheiros lidera com tranquilidade a classificação geral, com 215 pontos. A UCA tem 81 pontos na segunda posição, seguido de CT Maranhão (63), Orcampi (54) e SESI-SP (50 pontos).



Parceria com Esefex – A Escola de Educação Física do Exército (Esefex) emprestou equipamentos como colchão para os saltos e barreiras para a realização do Troféu Brasil na pista do Estádio Olímpico Nilton Santos. Segundo o general Luiz Alberto Cureau Júnior, o alto rendimento da Comissão de Desportos do Exército (CDE) tem 198 atletas de 16 modalidades olímpicas e 29 deles competindo no Troféu Brasil de Atletismo. “Fico muito satisfeito por ter um Troféu Brasil no Rio e por dar apoio à competição”, disse Cureau. Além dos representantes do Exército, as Forças Armadas têm mais 20 atletas da Força Aérea Brasileira (FAB) e 13 atletas da Marinha na competição interclubes.



SERVIÇO - Os fãs do atletismo poderão acompanhar as disputas do Troféu Brasil até sábado (25/6) pela internet ou no estádio. A competição terá transmissão ao vivo pelo Canal Olímpico, plataforma streaming da NSports. ACESSE AQUI



O acesso ao Estádio Olímpico Nilton Santos é gratuito. O público poderá utilizar as arquibancadas do anel inferior com entrada pelo Portão Sul (Rua Arquias Cordeiro – Rampa da Ferrovia). O meio mais fácil de chegar é pelos trens da Supervia - Linha Deodoro a partir da Estação Central do Brasil, onde também é realizada a conexão com o sistema de metrô do Rio de Janeiro. Também há linhas de ônibus que atendem a região. O estacionamento do Estádio não funcionará.



Informações como resultados completos, programa horário, como chegar ao Estádio e o histórico da competição podem ser encontradas no minissite do Troféu Brasil. CLIQUE AQUI



A competição tem apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), que desenvolve o programa de formação de atletas juntamente aos clubes integrados e ENADS VEJA AQUI .



A NewOn é patrocinadora do atletismo brasileiro para a entidade gestora do esporte e os atletas brasileiros, visando a saúde integral dos indivíduos e apoio às competições.


 
Realização Apoio Patrocínio
Confederação Brasileira de Atletismo
 
Início | Notícias | São Bernardo do Campo | Histórico | Sedes | Regulamento | Recordes | Programa Horário
Marcha Atlética | Inscrições | Como Assistir | Imprensa | Participantes | Resultados | Galeria | Ouvidoria | CBAt

© Copyright 2002-2016, CBAt - Todos os direitos Reservados
Rua Jorge Chammas, 310 - Vila Mariana - São Paulo - Brasil - CEP: 04.016-070
Telefone: + 55 11 5908-7488 - E-mail: cbat@cbat.org.br