Parabéns!

9 de outubro, Dia do Atletismo, o esporte-base

Dia do Atletismo - 9 de outubro (Arte: Eder Mota/CBAt)

A data foi criada para homenagear o esporte - sua prática corresponde aos movimentos naturais do ser humano - que teve sua primeira edição olímpica registrada em 776 AC

Bragança Paulista - Bragança Paulista - No dia 9 de outubro é comemorado o Dia do Atletismo, homenagem ao esporte considerado como o esporte-base - sua prática corresponde aos movimentos naturais do ser humano. O atletismo tornou-se a mais importante das modalidades olímpicas e ganhou na atualidade um dia para ser exaltado.

A origem do atletismo está na história da vida humana no planeta. O homem já corria, saltava e lançava objetos na luta pela sobrevivência antes de criar artefatos como as flechas, de nadar ou montar a cavalo. As competições nasceram das habilidades desenvolvidas pelos homens há milhares de anos.

A própria campanha lançada pela CBAt no início de 2019, com a apresentação de nova logomarca e do plano de reposicionamento da entidade no mercado, leva a assinatura "Porque Todo Brasileiro Vive o Atletismo". Retoma os conceitos da criação do esporte-base a das habilidades usadas no cotidiano do ser humano, dos cidadãos brasileiros, até os dias de hoje.

Nos Jogos Olímpicos da Antiguidade uma única prova era disputada: uma corrida de aproximadamente 200 metros, que os gregos chamavam de stadium. Na primeira edição olímpica registrada, em 776 AC, o campeão foi Koroebus, da cidade grega da Élida. Apenas a partir da quinta edição dos Jogos Antigos é que foram acrescentadas outras disputas, também do Atletismo, como os lançamentos do disco e do dardo, além do salto em distância. O Pentatlo entrou depois no programa olímpico.

O atletismo, como o conhecemos hoje, teve seu formato definido na primeira metade do século XIX, na Inglaterra. O primeiro campeão dos Jogos da Era Moderna, em Atenas-1896, foi o norte-americano James Connoly, no salto triplo. A prova que já deu ao Brasil seis medalhas olímpicas, com Adhemar Ferreira da Silva, Nelson Prudêncio e João Carlos de Oliveira.

O Brasil tem vários outros medalhistas olímpicos como Joaquim Cruz, nos 800 m, Maurren Maggi, no salto em distância, Thiago Braz, no salto com vara, Vanderlei Cordeiro de Lima, na maratona, Robson Caetano da Silva, nos 200 m, e com os revezamentos 4x100 m masculino e feminino.

O esporte é conduzido pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), que organiza os campeonatos nacionais de todas as categorias, dá apoio a campeonatos regionais, forma as seleções brasileiras nas competições internacionais, promove cursos, campings e clínicas para as várias especialidades atléticas e faz os planos de preparação para os grandes eventos como Olimpíadas, Mundiais e Pan-Americanos.

Mensagem

"Temos de enaltecer os treinadores, atletas, profissionais integrantes de comissões multidisciplinares, árbitros, clubes e federações por terem escolhido o atletismo.
Fizemos duas campanhas muito boas na temporada de 2019, nos Jogos Pan-Americanos de Lima, Peru e no Mundial de Doha, Qatar, motivo para enaltecer e comemorar. Mostramos evolução e que estamos no caminho certo para os Jogos de Tóquio-2020.

As seleções, a formação e o desenvolvimento de profissionais e atletas e todos os programas só são possíveis graças à Caixa, Patrocinadora Oficial do Atletismo Brasileiro desde 2001, a quem agradecemos especialmente neste Dia do Atletismo. Contamos ainda com a importante parceria com a Nike e a relevante presença e parceria com o Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Igualmente, não podemos esquecer nossas parcerias com o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) e, mais recentemente, com a Pista e Campo, Sabor da Terra e Solst.

A CBAt também conta com executivos, funcionários e profissionais contratados que fazem o atletismo seguir no rumo certo, em busca de novos saltos de qualidade, e também pertencem a esta nossa comunidade.

Parabéns a todos neste Dia do Atletismo!"

Warlindo Carneiro da Silva Filho,
Presidente do Conselho de Administração da CBAt